31.10.10

dia 7

G - Genuinidade




tenho saudades de quando eras incansável, quando me davas um sorriso sem eu to pedir, quando me abraçavas em sinal de consolo, me acarinhavas e me dizias que era a tua menina. faz-me falta o teu lado mais genuíno, mais teu, mais espontâneo, mais natural. o teu olhar quente, bem aberto, mas tão simples e tão acolhedor. talvez eu também não tenha sido a melhor pessoa do mundo, mas a verdade é que também não tens ajudado. explodes no imediato, exiges a razão e bates com o pé. não vale a pena. para quê? para quê tanta guerra, tanta raiva, tanto olhar de fúria? mais calma! o nosso objectivo não era a nossa própria felicidade? então! que se passa? para onde foste? e quem te levou? 

1 comentário:

nicas disse...

adoro, está lindo mesmo!